Chá-mate: veja como ganhar mais saúde e boa forma 

Ele ajuda a reduzir o colesterol, combate a diabete e o sobrepeso. É o Chá-mate. E se você ainda não experimentou essa bebida natural, hoje vou mostrar alguns motivos para você rever seus conceitos.

E começo pela vitamina B1 encontrada na erva. Aqui vale lembrar que todas as vitaminas do complexo B auxiliam o organismo na captação de energia nas células. Especialmente ao atuar no metabolismo do oxigênio e da glicose, as mais importantes fontes de combustível celular.

Particularmente, a vitamina B1 potencializa esse mecanismo principalmente nas células que formam o cérebro, os neurônios.

O Chá-mate fornece ainda magnésio, manganês, ferro, crômio, cobre, potássio, níquel e zinco. Essas substâncias são vitais para nossa saúde porque participam das transformações químicas e do desenvolvimento do corpo.

A erva-mate contém: cafeína e teobromina (metilxantinas), que têm poder diurético e ajudam no emagrecimento; compostos fenólicos, potentes antioxidantes; colerético, que promove a produção de bile; e saponinas, cujo efeito é anti-inflamatório, auxiliando na redução do colesterol.

Um estudo realizado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) revelou os benefícios da erva nesse sentido. Pessoas com dislipidemia (doença que provoca alteração nos níveis de gordura no sangue) tomaram cerca de um litro de chá-mate diariamente e durante 40 dias.

O resultado: o grupo pesquisado apresentou redução de aproximadamente 4,6% do colesterol total e 8,6% do LDL. Isso sem recorrer a qualquer medicamento para tratar a doença.

A cafeína merece um capítulo à parte, pois é estimulante, colaborando com o aumento da atenção e do desempenho nas atividades físicas depois de períodos de estresse ou privação do sono. Já sua capacidade termogênica, favorece a queima de gordura.

Chá-mate e diabete: saiba como essa relação funciona

cha-mate-funcionaNo caso da diabetes tipo 2, o chá-mate é interessante porque auxilia na redução da glicose no sangue.

Graças aos componentes fenólicos que podem agir de duas formas: inibindo a enzima responsável pela síntese da glicose ou minimizando a habilidade do receptor dela no intestino, ou seja, atrapalhando a absorção do açúcar.

Outro estudo da UFSC (desta vez com diabéticos) revelou que um litro de chá-mate diariamente e ingerido durante dois meses foi o suficiente para diminuir em média 25 mg/dl (em jejum) o nível de glicose no sangue das pessoas pesquisadas.

Conheça os principais nutrientes do Chá-mate

*proporção em 1 litro

  • Cálcio: 10 mg
  • Calorias: 30 kcal
  • Carboidratos: 6 g
  • Lipídeos: 1 g
  • Magnésio: 20 mg
  • Manganês: 2,7 mg
  • Potássio: 50 mg
  • Proteínas: 0 g
  • Vitamina B1 (Tiamina): 8,9 mg

Fonte: Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos

Cuide do seu coração com chá-mate

cha-mate

A Universidade Federal de Santa Catarina constatou ainda que a erva-mate reduz o nível de hemoglobina glicada (HbA1c) em 0,85%. Isso significa que o coração também sai ganhando com o consumo regular da planta.

É que para cada diminuição de 1% nesse HbA1c, os riscos de enfarte agudo do miocárdio caem aproximadamente 14%.

Outra boa notícia é que esse fator também minimiza as chances de complicações microvasculares em cerca de 37%. Dados obtidos pelo United Kingdom Prospective Diabetes Study, do Reino Unido.

Mas atenção: o chá-mate e outros alimentos ricos em cafeína são contraindicados para pessoas com alguma doença cardíaca ou pressão alta.

A quantidade máxima recomendada de chá-mate é de 1 litro por dia. Para fazer a bebida, bastam 20 gramas das folhas da erva-mate tostada ou entre 15 e 20 saquinhos de chá. Deixe a planta em infusão por cinco minutos na água quente (a cerca de 80 graus) filtrada.

Divida o preparo em porções de 330 ml e aproveite o chá um pouco antes das principais refeições.

Saúde! E até mais!

Recomendados para você:

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •